Dominação Distópica

Links das resenhas, artigos e sorteios da ação

Coluna: Rastreando Distopias #5: Utopia e Distopia: Origens e Evolução e as três ondas literárias distópicas no Distrito 5

Da ficção científica para a realidade.

Se a literatura apropriou-se de um termo político, i.e., distopia, para designar um gênero literário, devemos nos lembrar de que a Utopia surgiu na literatura, termo cunhado por Sir Thomas More para seu livro, de 1516, intitulado “Utopia”, em que ele descreve uma ilha fictícia no Oceano Atlântico, tendo sido depois usado para designar comunidades que tentam criar uma sociedade ideal, perfeita (e, por isso, acontece de quem vive em uma distopia não saber disso, se tudo para tal indivíduo “parece” perfeito) e também na literatura, claro, em livros utópicos escritos após o de More (e antes também, como “A República”, de Platão). Só que More também era político, mas estou me adiantando…

Sendo assim, muito antes do uso político, na verdade, alegado, de que o termo distopia foi usado pela primeira vez em 1868 por Greg Ebber e John Stuart Mill em um discurso no Parlamento Britânico, também não se poderia dizer que, na verdade, nem um lado nem o outro se apropriou de nada e sim que isso é uma “conversa” entre as ciências? As ciências políticas, as ciências literárias, afinal, a vida está em constante evolução e, por que não, isso não haveria de acontecer com a literatura? Como ocorre com a evolução sociocultural, tecnológica, entre outras; é uma constante, e o próprio termo “distopia” cada vez abrange mais características diferentes, de acordo com a época em que tais obras distópicas são criadas.

Vamos analisar alguns pontos entre obras ficcionais e a realidade. A ciência tecnológica deve muito à ficção científica, já que pessoas voltadas ao desenvolvimento de tecnologias “usaram” como base “objetos” criados em obras de ficção científica e os tornaram realidade. E por que citei ficção científica? Porque uma grande maioria das obras distópicas pertencem a esse gênero, embora a fantasia, o sobrenatural, entre outros, também se apropriem da distopia para transmitir suas mensagens.

Veja o artigo completo aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Distrito destaque do mês

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: